sábado, 26 de novembro de 2011

Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido
Ter me rebelado, ter me debatido
Ter me machucado, ter sobrevivido
Ter virado a mesa, ter me conhecido
Ter virado o barco, ter me socorrido
Começar de novo e só contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido
Sem as tuas garras sempre tão seguras
Sem o teu fantasma, sem tua moldura
Sem tuas escoras, sem o teu domínio
Sem tuas esporas, sem o teu fascínio
Começar de novo e só contar comigo
Vai valer a pena já ter te esquecido
Começar de novo...
_Ivan Lins_




sexta-feira, 25 de novembro de 2011

"Eu gosto de olhos que sorriem,
de gestos que se desculpam,
de toques que sabem conversar e
de silêncios que se declaram."

~ Machado de Assis ~

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

"Não subestime os outros,
nem os idolatre demais.
Seja educada, mas não certinha.
Não minta, nem conte toda a verdade. Dance sozinha quando ninguém estiver olhando.
Divirta-se enquanto seu lobo não vem."

_Martha Medeiros

VAMPIROS


Eu não acredito em gnomos ou duendes, mas vampiros existem. Fique ligado, eles podem estar numa sala de bate-papo virtual, no balcão de um bar, no estacionamento de um shopping. Vampiros e vampiras aproximam-se com uma conversa fiada, pedem seu telefone, ligam no outro dia, convidam para um cinema. Quando você menos espera, está entregando a eles seu rico pescocinho e mais. Este "mais" você vai acabar descobrindo o que é com o tempo. 


Vampiros tratam você muito bem, têm muita cultura, presença de espírito e conhecimento da vida. Você fica certo que conheceu uma pessoa especial. Custa a se dar conta de que eles são vampiros, parecem gente. Até que começam a sugar você. Sugam todinho o seu amor, sugam sua confiança, sugam sua tolerância, sugam sua fé, sugam seu tempo, sugam suas ilusões. Vampiros deixam você murchinha, chupam até a última gota. Um belo dia você descobre que nunca recebeu nada em troca, que amou pelos dois, que foi sempre um ombro amigo, que sempre esteve à disposição, e sofreu tão solitariamente que hoje se encontra aí, mais carniça do que carne. 


Esta é uma historinha de terror que se repete ano após ano, por séculos. Relações vampirescas: o morcegão surge com uma carinha de fome e cansaço, como se não tivesse dormido a noite toda, e você se oferece para uma conversa, um abraço, uma força. Aí ele se revitaliza e bate as asinhas. Acontece em São Paulo, Manaus, Recife, Florianópolis, em todo lugar, não só na Transilvânia. E ocorre também entre amigos, entre colegas de trabalho, entre familiares, não só nas relações de amor. 


Doe sangue para hospitais. Dê seu sangue por um projeto de vida, por um sonho. Mas não doe para aqueles que sempre, sempre, sempre vão lhe pedir mais e lhe retribuir jamais.
_Martha Medeiros



Sou uma mulher madura
Que às vezes anda de balanço
Sou uma criança insegura
Que às vezes usa salto alto
Sou uma mulher que balança
Sou uma criança que atura
_Martha Medeiros

"Sempre desprezei as coisas mornas, as coisas que não provocam ódio nem paixão, as coisas definidas como mais ou menos, um filme mais ou menos ,um livro mais ou menos. 
Tudo perda de tempo. 
Viver tem que ser perturbador, é preciso que nossos sentimentos mais íntimos sejam despertados, e com eles sua raiva, seu orgulho, seu asco, sua adoraçao ou seu desprezo. 
O que não faz você mover um músculo, o que não faz você estremecer, suar, desatinar, não merece fazer parte da sua biografia."


_Martha Medeiros
(trecho de O Divã)


"Eu triste sou calada
Eu brava sou estúpida
Eu lúcida sou chata
Eu gata sou esperta
Eu cega sou vidente
Eu carente sou insana
Eu malandra sou fresca
Eu seca sou vazia
Eu fria sou distante
Eu quente sou oleosa
Eu prosa sou tantas
Eu santa sou gelada
Eu salgada sou crua
Eu pura sou tentada
Eu sentada sou alta
Eu jovem sou donzela
Eu bela sou fútil
Eu útil sou boa
Eu à toa sou tua."
_Martha Medeiros

Você que tanto tempo faz
Você que eu não conheço mais
Você que um dia eu amei demais...
Você que ontem me sufocou
de amor e de felicidade
Hoje me sufoca de saudade...
Você que já não diz pra mim
as coisas que eu preciso ouvir
Você que até hoje eu não me esqueci.
Você que eu tento me enganar
dizendo que tudo passou
na realidade aqui em mim você ficou
Você que eu não encontro mais
os beijos que já não lhe dou
fui tanto pra você e hoje nada sou...
_ Roberto Carlos

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

"Não espere a mudança de quem não quer mudar.
Não queira a volta, de quem nunca esteve.
Não queira a verdade, de quem mente pra si mesmo."
UMA MULHER AOS 30 ANOS  NÃO PEGA,
ELA TOCA.
não provoca, já é PROVOCANTE.
não é apenas inteligente, é SÁBIA.
não se insinua, mostra o CAMINHO sutilmente.
não se precipita, espera o MOMENTO CERTO
não voa, FLUTUA.
não pensa em quantidade, prefere QUALIDADE.
não olha, OBSERVA.
não anda, CAMINHA.
não dorme, ADORMECE.
não é pretensiosa, simplesmente se GOSTA.
não julga, ANALISA.
não compara, ASSIMILA.
não consola, ACALENTA.
não acorda, DESPERTA.
não enfeitiça, ENCANTA.
não é decidida, apenas sabe O QUE QUER.
não é exigente, é SELETIVA.
não se lamenta, tenta fazer DIFERENTE.
não tem medo, tem RECEIOS.
não tira conclusões, faz SUPOSIÇÕES.
“não desce do salto”, tem “JOGO DE CINTURA”.
não brilha apenas, é ILUMINADA.
não gosta de ser vigiada, prefere ser ESCOLTADA.
não é moderna, é ELEGANTE.
não quer ser cobiçada, prefere ser DESEJADA ...

não gosta .... ela AMA !!!

sábado, 12 de novembro de 2011

Qualquer distância entre nós
Virou um abismo sem fim
Quando estranhei sua voz
Eu te procurei em mim
Ninguém vai resolver
Problemas de nós dois.
Se tá tão difícil agora
Se um minuto á mais demora
Nem olhando assim mais perto
Consigo ver porque tá tudo tão incerto
Será que foi alguma coisa que eu falei?
Ou algo que fiz que te roubou de mim ?
Sempre que eu encontro uma saída.
Você muda de sonho e mexe na minha vida
O meu amor conhece cada gesto seu
Palavras que o seu olhar só diz pro meu
Se pra você a guerra está perdida
Olha que eu mudo os meus sonhos,
Pra ficar na sua vida!
_Ana Carolina/ Dudu Falcão e Chiara Civello
Batidas na porta da frente
É o tempo
Eu bebo um pouquinho
Pra ter argumento
Mas fico sem jeito
Calado, ele ri
Ele zomba
Do quanto eu chorei
Porque sabe passar
E eu não sei
Num dia azul de verão
Sinto o vento
Há folhas no meu coração
É o tempo
Recordo um amor que perdi
Ele ri
Diz que somos iguais
Se eu notei
Pois não sabe ficar
E eu também não sei
E gira em volta de mim
Sussurra que apaga os caminhos
Que amores terminam no escuro
Sozinhos
Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixões
Eu desperto
E o tempo se rói
Com inveja de mim
Me vigia querendo aprender
Como eu morro de amor
Pra tentar reviver
No fundo é uma eterna criança
Que não soube amadurecer
Eu posso, ele não vai poder
Me esquecer
_Aldir Blanc
Onde você estiver,
Não se esqueça de mim

Com quem você estiver não se esqueça de mim
Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Mesmo que exista outro amor que te faça feliz
Se resta, em sua lembrança, um pouco do muito que eu te quis
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Quando você se lembrar não se esqueça que eu
Que eu não consigo apagar você da minha vida
Onde você estiver não se esqueça de mim
_Erasmo Carlos

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

"E chega um momento 
em que você tem que escolher 
entre virar a página ou fechar o livro." 



''Aos poucos a vida vai te mostrando, 
por quem você deve lutar e 
de quem você deve desistir.''








terça-feira, 25 de outubro de 2011

"Encostei-me a ti, sabendo que eras somente onda.
Sabendo bem que eras nuvem, depus a minha vida em ti.
Como sabia bem tudo isso, e dei-me ao teu destino frágil,
Fiquei sem poder chorar quando caí."


Cecília Meireles



terça-feira, 18 de outubro de 2011

Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
_Em que espelho ficou perdida
a minha face?

Cecília Meireles
"Perdoem a cara amarrada, perdoem a falta de abraço
Perdoem a falta de espaço, os dias eram assim
Perdoem por tantos perigos, perdoem a falta de abrigo
Perdoem a falta de amigos, os dias eram assim
Perdoem a falta de folhas, perdoem a falta de ar
Perdoem a falta de escolhas, os dias eram assim
E quando passarem à limpo, e quando cortarem os laços
E quando soltarem os cintos, façam a festa por mim
E quando lavarem a mágoa, quando lavarem a alma
Quando lavarem a água, lavem os olhos por mim
Quando brotarem as flores, quando crescerem as matas
Quando colherem os frutos
digam o gosto pra mim..."


_Ivan Lins e V. Martins
(Aos nossos filhos)

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Cuide-se bem!
Perigos há por toda a parte
E é bem delicado viver
De uma forma ou de outra
É uma arte, como tudo...
Cuide-se bem!
Tem mil surpresas
A espreita
Em cada esquina
Mal iluminada
Em cada rua estreita
Do mundo...
Cuide-se bem!
Eu quero te ver com saúde
E sempre de bom humor
E de boa vontade
Com tudo...
Prá nunca perder
Esse riso largo
E essa simpatia
Estampada no rosto...
_Guilherme Arantes

Sabe essa garota que tá dançando lá na pista e você tá babando por ela, amigo? Minha ex namorada. Faz uns três meses que eu terminei com ela. Eu a traí todos os dias. E quando ela dizia que me amava eu ria. Sabe essas roupas coladas e esse cabelo pro lado que ela tá usando aí? Ela costumava usar uma camiseta rosa e um shorts, com o cabelo preso pra trás. Mas ela não conseguia ficar feia, eu só não sei porque nunca a disse isso. Ela era louca por mim. Me mandava mensagem de bom dia, depois me lembrava de amarrar os cadarços que eu sempre esquecia, colocava sempre na minha agenda os horários do meu dentista e sabe como eu retribuía? Vinha aqui zoar com meus amigos e ficar com umas que passassem de cabelo pro lado e roupa colada, assim, como ela tá hoje. Ela cuidava de mim todo fim da noite, mesmo que eu passasse o dia inteiro ignorando ela… Ela ainda ia lá, dizer que os anjos dela iam cuidar de mim. Era a garota mais grudenta, ciumenta, complicada e estranha que eu já tinha conhecido. Eu gostava mesmo era dessas aí, de ficar uma noite e me darem o telefone errado. Aí eu terminei com ela. Falei que ela era trouxa e burra por acreditar em mim. Dois dias depois, eu vi uma foto dela e chorei. Três dias depois, eu liguei pro celular dela e ela não atendeu. Quatro dias depois, eu fui na casa dela e ela disse que tava ocupada pra falar comigo. Cinco dias depois, eu não tive vontade de sair. No sexto, sétimo e no resto dos meses eu sentia falta dela todos os dias. Até que me puxaram pra uma balada, a mesma que eu ia pra ficar com essas meninas que não querem saber de mais nada a não ser delas mesmas e a encontrei aqui. Linda. Os olhos delas brilhavam. Eu fui falar com ela e ela ficou comigo. Achei que, dessa vez, eu podia tê-la nas mãos de novo, mas dessa vez, pra valorizá-la. Pedi seu número do celular novo e ela me deu. Liguei no dia seguinte e a moça da padaria atendeu: Número errado. Chorei. De saudade. Arrependimento. Receio. E de saber que a garota que eu ria, se tornou na garota que ria de mim. Pior, a garota que era minha, agora tinha um tanto de caras querendo ser dela e ela querendo aproveitar o tempo que perdeu. Eu fiz a garota dos meus sonhos ser o sonho de todos os garotos por aí. Eu a perdi. E sabe o que ela me falou no começo da festa? Que ela não era trouxa e nem burra de acreditar no amor que eu dizia sentir por ela. E sabe o que dói? Vê-lá dançando, rindo e não se preocupou em nenhum momento em olhar pra cá, me ver babando por ela e chorando por nunca ter percebido o quanto ela era importante pra mim, antes.Por isso valorize a quem te ama e jamais brinque com os sentimentos de uma mulher !


terça-feira, 11 de outubro de 2011

Eu te contei, rio?
Eu namoro o vento.
Vezenquando ele me tira pra dançar.
Vezenquando ele me faz ciúme levantando as saias das meninas.
Vezenquando ele sopra pra longe uma tristeza minha.
Vezenquando ele me traz uma saudade.
Eu namoro o vento, rio.
Vezenquando eu fico soprando coisinhas no ouvido dos outros com ele.
Vezenquando a gente tira a tarde inteira só pra ventar... 


Marla de Queiroz



sexta-feira, 7 de outubro de 2011

"Fiz tudo certo.
Só errei quando coloquei sentimento."

Clarice Lispector

“E eu continuo acreditando que tudo sem você é distração,
 e que tudo com você é vida.”

Tati Bernardi
M...
Eu te espero com a paciência das sementes,
que conhecem o calor do sol, a força da chuva, o carinho dos ventos e o poder da terra.
Te espero, em silêncio,
aguardando o tempo necessário que a vida pede para promover nosso encontro.
Te espero como quem guarda num relicário as lembranças mais felizes
de tudo que ainda vai viver...
Se não fosse amor,
não haveria planos, nem vontades, nem ciúmes, nem coração magoado.
Se não fosse amor,
não haveria desejo, nem o medo da solidão.
Se não fosse amor
não haveria saudade, nem o meu pensamento o tempo todo em você.

- Caio Fernando
O que ha dentro do meu coração
eu tenho guardado pra te dar
E todas as horas que o tempo tem pra me conceder
são tuas até morrer
E a tua história eu não sei
mas me diga só o que for bom
Um amor tão puro que nem sabe a força que tem...
é teu e de mais ninguém
Te adoro em tudo, tudo, tudo
quero mais que tudo
te amar sem limites
viver uma grande história.
Aqui ou noutro lugar 
que pode ser feio ou bonito
se nós estivermos juntos
haverá um céu azul
Um amor puro
não sabe a força que tem
Meu amor eu juro
ser tua e de mais ninguém.
(Djavan)

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos
Traduzidos em palavras
Pra que você possa entender
O que eu também não entendo
Amar não é ter que ter
Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito pra ninguém
É poder ser você mesmo
E não precisar fingir
É tentar esquecer
E não conseguir fugir, fugir
Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender
Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo
Agora o que vamos fazer
Eu também não sei
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Tô aprendendo também
(Jota Quest)

sábado, 1 de outubro de 2011

Olha você tem todas as coisas
Que um dia eu sonhei prá mim
A cabeça cheia de problemas
Não me importo, eu gosto mesmo assim
Tem os olhos cheios de esperança
De uma cor que mais ninguém possui
Me traz meu passado e as lembranças
Coisas que eu quis ser e não fui
Olha você vive tão distante
Muito além do que eu posso ter
E eu que sempre fui tão inconstante
Te juro, meu amor, agora é prá valer
Olha, vem comigo aonde eu for
Seja minha amante, meu amor
Vem seguir comigo o meu caminho
E viver a vida só de amor


Roberto Carlos

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

"Aprenda a lidar com a solidão. 
Aprenda a conhecer a solidão.
 Acostume-se a ela, pela primeira vez na sua vida.
 Bem-vinda à experiência humana.
 Mas nunca mais use o corpo ou as emoções de outra pessoa 
como um modo de satisfazer 
seus próprios anseios não-realizados."


 Liz Gilbert
“Apaixone-se por alguém que te curte, 
que te espere, 
que te compreenda mesmo na loucura; 
por alguém que te ajude, que te guie, 
que seja teu apoio, tua esperança. 
Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, 
depois do desencontro, 
por alguém que caminhe junto a ti, 
que seja teu companheiro. 
Apaixone-se por alguém que sente sua falta e 
que queira estar com você. 
Não apaixone-se apenas por um corpo ou por um rosto; 
ou pela idéia de estar apaixonado.”
- Tati Bernardi

O amor não é religião para converter ninguém.
Quem já era ruim como namorado
só pode piorar como marido.

Fabrício Carpinejar

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Eu vou me permitir dizer muitos nãos,
e a ouví-los também.

Eu vou me permitir dar muita risada,
mesmo que pessoas em volta não saibam
meus motivos!

Eu vou me permitir errar, me arrepender
e tirar disso uma lição de vida.

Eu vou me permitir não fingir uma
auto-sufiência que eu não tenho.

Eu vou me permitir deixar as lágrimas
cairem livremente, para que a tristeza
vá embora com elas.

Eu vou me permitir ser menos prepotente
e aprender a enxergar os outros sem
cobrar deles a perfeição que eu não tenho.

Eu vou me permitir fazer coisas
inusitadas; cantar, dançar, pular
e andar na chuva sem pressa.

Eu vou me permitir deixar as portas
abertas para que a felicidade não
se acanhe quando chegar e entre
sem cerimônia...

Sandra Ribeiro

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Meu plano era deixar você pensar o que quiser
Meu plano era deixar você pensar
Meu plano era deixar você falar o que quiser
Meu plano era deixar você falar
Coisas sem sentido
Sem motivo, sem querer
Andei fazendo planos pra você
Engano seu, achar que fosse brincadeira
Engano seu
Aconteceu de ser assim dessa maneira, e o plano é meu
Mesmo sem motivo
Sem sentido, sem saber
Andei fazendo planos pra você
Pra você eu faço tudo e um pouco mais
Pra você ficar comigo e ninguém mais
Largo os compromissos
Deixo tudo ao largo
Você tenta em vão me convencer
Que é melhor não fazer planos pra você

Meu plano era deixar você fugir quando quiser
Meu plano era esperar você voltar
Engano seu, achar que o plano é passageiro
Engano meu
Acho que o destino, antes de nos conhecer
Fez um plano pra juntar eu e você
Pra você eu faço tudo e um pouco mais
Pra você ficar comigo e ninguém mais
Largo os compromissos
Deixo tudo ao largo
Você tenta em vão me convencer
Que é melhor não fazer planos pra você

Daniela Mercury
Como vai você
Eu preciso saber da sua vida
Peço alguém para me contar sobre o seu dia
Anoiteceu e eu preciso só saber...


Como vai você
Que já modificou a minha vida
Razão de minha paz já esquecida 
Nem sei se gosto mais de mim ou de você


Vem...
Que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem...
Que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois 
Eu só preciso saber como vai você


Roberto Carlos






sábado, 24 de setembro de 2011

Eu já estou com o pé nessa estrada
Qualquer dia a gente se vê
Sei que nada será como antes, amanhã
Que notícias me dão dos amigos?
Que notícias me dão de você?
Alvoroço em meu coração
Amanhã ou depois de amanhã
Resistindo na boca da noite um gosto de sol
Num domingo qualquer, qualquer hora
Ventania em qualquer direção
Sei que nada será como antes amanhã
Que notícias me dão dos amigos?
Que notícias me dão de você?
Sei que nada será como está
Amanhã ou depois de amanhã
Resistindo na boca da noite um gosto de sol...
Milton Nascimento
Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim
Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim
Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura
Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim
Milton Nascimento




Um Dia de Domingo
Eu preciso te falarTe encontrar de qualquer jeitoPrá sentar e conversarDepois andarDe encontro ao vento...
Eu preciso respirarO mesmo ar que te rodeiaE na pele quero terO mesmo sol que te bronzeia...
Eu preciso te tocarE outra vez te ver sorrindoTe encontrar num sonho lindo...
Já não dá mais prá viverUm sentimento sem sentidoEu preciso descobrirA emoção de estar contigo...
Ver o sol amanhecerE ver a vida acontecerComo um dia de domingo...
Faz de conta que ainda é cedoTudo vai ficarPor conta da emoçãoFaz de conta que ainda é cedoE deixar falarA voz do coração...Michael Sullivan


sexta-feira, 23 de setembro de 2011



"Saudade é não saber.
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche."
Martha Medeiros
"Toda separação é triste.
Ela guarda memória de tempos felizes 
( ou de tempos que poderiam ter sido felizes....)
e nela mora a saudade."
Rubem Alves

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Soneto De Separação
Vinicius de Moraes


De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto
De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama
De repente não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente
Fez-se do amigo próximo, distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente

Poema
Ney Matogrosso


Eu hoje tive um pesadelo e levantei atento, a tempo
Eu acordei com medo e procurei no escuro
Alguém com seu carinho e lembrei de um tempo
Porque o passado me traz uma lembrança
Do tempo que eu era criança
E o medo era motivo de choro
Desculpa pra um abraço ou um consolo
Hoje eu acordei com medo mas não chorei
Nem reclamei abrigo
Do escuro eu via um infinito sem presente
Passado ou futuro
Senti um abraço forte, já não era medo
Era uma coisa sua que ficou em mim, que não tem fim
De repente a gente vê que perdeu
Ou está perdendo alguma coisa
Morna e ingênua
Que vai ficando no caminho
Que é escuro e frio mas também bonito
Porque é iluminado
Pela beleza do que aconteceu
Há minutos atrás...

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Eu não sei dizer
O que quer dizer
O que vou dizer
Eu amo você
Mas não sei o quê
Isso quer dizer...
Eu não sei por que
Eu teimo em dizer
Que amo você
Se eu não sei dizer
O que quer dizer
O que vou dizer...
Se eu digo: Pare!
Você não repare
No que possa parecer
Se eu digo: Siga!
O que quer que eu diga
Você não vai entender
Mas se eu digo: Venha!
Você traz a lenha
Pro meu fogo acender
Mas se eu digo: Venha!
Você traz a lenha
Pro meu fogo acender...


Zeca Baleiro

Muito pra mim é nada
Tudo pra mim não basta
Eu quero cada gesto
Cada palavra
Cada segundo da sua atenção
Faça isso por mim
Leve a dor pra longe daqui
Estou cansada de ouvir que eu só sei amar errado
Estou cansada de me dividir
No que é certo no amor
Quem é que vai dizer o que falar? 
Calar? Querer?
Eu quero absurdos
Quero amor sem fim
Quero te dizer que
Eu só sei amar assim...


Zizi Possi

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Quem será o mestre que vai dizer 
Quem domina a arte de separar 
Eu também pensava saber viver 
Mas a nossa história me fez chorar
Serei feliz 
Quando a dor passar 
Serei feliz 
Quando o novo amor chegar
Diz que vai embora e tudo bem 
Que eu só preciso de calma 
Aprender a falta que faz um bem 
Sem pintar vazio na alma
Serei feliz 
Quando a dor passar 
Será que eu 
Serei feliz 
Quando o novo amor chegar...
Marina Lima

quinta-feira, 15 de setembro de 2011


Depois de ter você
Pra que querer saber
Que horas são?


Se é noite ou faz calor
Se estamos no verão
Se o sol virá ou não
Ou pra que é que serve
Uma canção como esta?


Depois de ter você
Poetas para quê?
Os deuses, as dúvidas
Pra que amendoeiras pelas ruas?
Pra que servem as ruas?
Depois de ter você...
(Adriana Calcanhoto)



O mundo é gentil com a beleza
Põe a mesa, arruma a sala
Exala compreensão
Tudo se faz possível
A beleza pode esconder
O mau, o sujo, o desprezível
E ainda assim só por ser belo
Faz parecer incrível
Que o mundo gosta da beleza fácil
Do que é superprático
Banalidade rara
Superfície clara
Do que se vê logo de cara
E nunca se enxerga
(Zélia Duncan)





Drão


O amor da gente é como um grão
Uma semente de ilusão
Tem que morrer pra germinar
Plantar n'algum lugar
Ressuscitar no chão
Nossa semeadura
Quem poderá fazer
Aquele amor morrer
Nossa caminhadura
Dura caminhada
Pela estrada escura


Drão
Não pense na separação
Não despedace o coração
O verdadeiro amor é vão
Estende-se infinito
Imenso monolito
Nossa arquitetura
Quem poderá fazer
Aquele amor morrer
Nossa caminha dura
Cama de tatame
Pela vida afora


Drão
Os meninos são todos sãos
Os pecados são todos meus
Deus sabe a minha confissão
Não há o que perdoar
Por isso mesmo é que há
De haver mais compaixão
Quem poderá fazer
Aquele amor morrer
Se o amor é como um grão
Morre nasce trigo
Vive morre pão
(Djavan)





Experimenta


Você pensa
que não vai sentir
Minha falta
Você pensa,
pensa sim, meu bem
Que pode viver sem ninguém?
Volta pra casa
Dorme sozinha
Acorda de manhã
Engole o bom-dia amargo
de quem sonhou com o passado
e despertou de repente
Você pensa que não vai sentir
Minha falta
Você jura que a solidão
alimenta o seu coração
E no fundo você sabe
Tão logo o mundo desabe
Só eu posso
te amortecer
Experimenta pra você ver
A casa me chama
A noite me chama
e nessa cama, meu bem
não cabe mais ninguém
Zélia Duncan

terça-feira, 13 de setembro de 2011


Meu eu em você


Eu sou o brilho dos teus olhos ao me olhar
Sou o teu sorriso ao ganhar um beijo meu
Eu sou teu corpo inteiro a se arrepiar
Quando em meus braços você se acolheu


Eu sou o teu segredo mais oculto
Teu desejo mais profundo, Teu querer.
Tua fome de prazer, sem disfarçar
Sou a fonte de alegria, Sou o teu sonhar


Eu sou a tua sombra, Eu sou teu guia
Sou o teu luar em plena luz do dia
Sou tua pele, proteção, Sou teu calor
Eu sou teu cheiro a perfumar o nosso amor.


Eu sou tua saudade reprimida
Sou teu sangrar ao ver minha partida
Sou teu peito a apelar gritar de dor
Ao se ver ainda mais distante do meu amor


Sou teu ego, Tua alma
Sou teu céu, o teu inferno, A tua calma
Eu sou teu tudo, Sou teu nada
Minha pequena és minha amada
Eu sou teu mundo, sou teu poder
Sou tua vida sou meu eu em você
(Victor Chaves)